POÇO DE TABOCAS

0

O Poço da Taboca é um local muito atrativo para a população da região e dos municípios vizinhos por sua beleza natural, pela facilidade de acesso e pela exuberante vegetação de cerrado que caracteriza o seu entorno. O seu inventário e a sua preservação são de grande importância para o meio ambiente, que, devido a presença de visitantes, sem nenhum controle, pode sofrer danos graves no seu ecossistema e na qualidade da água. A preservação do Poço da Taboca está relacionada com a preservação de toda a bacia hidrográfica e do patrimônio ambiental do município e do estado de Minas Gerais. Justamente por ser o turismo ecológico um dos principais atrativos da região, é importante registrar e proteger tanto esse bem como as demais paisagens e recursos naturais do município.

Descrição

O Poço da Taboca está numa região de Cerrado com uma grande área de vegetacão preservada. O poço e o ribeirão fazem parte da microbacia da região, sendo o Ribeirão um afluente do Rio Paracatu. O Ribeirão Taboca nasce numa região próxima ao descendo por um leito rochoso, chega à área do poço, onde a água é provisoriamente em um terreno côncavo delimitado pelas margens repletas de vegetação e pelas paredes rochas.

Após o represamento, o curso da água dá continuação ao Ribeirão Taboca. Exista várias pequenas quedas d’água ao longo do leito do ribeirão conformadas pelos desníveis existentes entre as formações rochosas. Além destas, encontram-se vários pequenos riachos que deságuam no ribeirão.

Há alguns anos, o nível de água que se represava no poço foi elevado devido a uma pequena barragem artificial feita, pelos moradores, com pedras de canga que são facilmente encontradas no local. O Poço da Taboca pode ser considerado um exemplo típico de vereda, que é uma formação muito comum do cerrado. Sendo as principais particularidades dessa formação a sua utilização pela flora e fauna nativas como refúgio e a constante presença de palmeiras como o buriti ou coqueiro-buriti (Mauritia flexuosa).

Análise do Grau de Integridade / Fatores de degradação

Os terrenos adjacentes ao Ribeirão Taboca são áreas bem preservadas de cerrado com várias espécies típicas desse tipo de vegetação, cenário também observado no local onde se encontra o Poço da Taboca. O grande número de visitantes que o local recebe pode ser comprovado pela quantidade de lixo abandonado pelo caminho de acesso ao poço e em suas margens. Essas são ocupadas pelos visitantes para piqueniques, nos quais se improvisam fogões de tijolo, fogueiras ou latões metálicos para o preparo de alimentos. O Poço e o córrego não apresentam qualquer indício de poluição ou prejuízo na qualidade das águas, mas devido à grande visitação, às margens próximas estão sendo prejudicadas pelo excesso de detritos abandonados.

Medidas de Conservação

Apesar da proximidade de algumas áreas de agricultura e do grande número de visitantes que recebe, o local apresenta um bom estado de conservação. Foram encontrados resíduos sólidos, como garrafas de plástico e vidro, toalhas de piquenique, pratos e talheres, restos de comida e restos de fogueira provenientes do elevado número de pessoas que visitam, se banham e acampam nas proximidades da área do poço. As principais medidas a serem adotadas devem ser a conservação da vegetação de cerrado e uma ação educativa para evitar o excesso de lixo que é abandonado pelos visitantes nas margens do Ribeirão Taboca, no Poço da Taboca e na trilha de acesso

Uso

O acesso ao Poço da Taboca é feito de forma rápida e segura.

Existe uma clareira aberta na vegetação próxima do poço que é utilizada pelos visitantes como estacionamento de automóveis. A trilha feita a pé até a chegada ao ribeirão é pequena e bem demarcada dentro da vegetação. Essa facilidade de acesso permite um grande número de visitantes, que utilizam o local para banhos e lazer principalmente nos finais de semana e feriados. Esses visitantes, vindos também de municípios vizinhos, são atraídos pela beleza natural da região e pela piscina natural formada pelo poço.

Acesso

Sair do Distrito Sede pela MG-354, depois pegar a MG-410 ate o trevo de entrada da Comunidade de Tabocas. O Poco da Taboca encontra-se a aproximadamente 43 Km da Sede.

Propriedade

Pública/ Prefeitura Municipal de Presidente Olegário

Referências Bibliográficas

Site da Embrapa: www.agencia.cnptia.embrapa.br – acessado em 12/08 2013. Site da Prefeitura de Presidente Olegário: www.presidenteolegario.mg.gov.br/capa/Texto – acessado em 09/08/2013. Fontes orais: Entrevista concedida a André Inácio Nogueira por Adamilton Oliveira em julho de 2013

Data: 30/11/2015

Prefeito: Antônio Cláudio Godinho
Nome do chefe do setor: Rogerio Honorio Silva

Deixa o seu comentário abaixo

Open chat
Fale conosco no Whatsapp