ASILO DE SÃO VICENTE

0

Inicialmente, a Conferência de São José sé assistia as famílias pobres em suas da, Geraldo Eustáquio Nogueira Castilho, residências. Com o passar do tempo, Jairo Aparecida Correa, Jeremias José Pi- em 1935, criou-se o Asilo de São Vicente, nheiro, Ed Carvalho, Eugênio Pacelli Pi para abrigar velhos desamparados. E ele nheiro, Natal José Fernandes, Milo Santos lá está, tendo sob sua proteção, uma méJúnior, Jorge Jesus Maciel Teixeira, João dia de 40 velhinhos. Além do Asilo, foi também fundada a Vila Vicentina, com 9 casas residenciais e a Vila Garcia, com quatro residências.

OS AMPARADOS, E, 1984, NO ASILO SÃO VICENTE

Essas duas vilas abrigam umas 50 pessoas e, como no Asilo, recebem completa assistência dos vicentinos. Além destes abrigados, as Conferências Vicentinas, atualmente em número de quatro – São José, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Frederico Ozanam e São Sebastião – assistem 37 famílias pobres em suas próprias residências. Ainda mantêm o Dispensário, com distribuição de alimentos, remédios, etc.

Na década de 1950 foi fundado o Conselho Vicentino. Paroquial, a que estão congregadas as Conferências Vicentinas locais, com uma despesa mensal de mais de Cr$1.000.000 com os seus assistidos.

Além do trabalho dos vicentinos, Presidente Olegário também é dotada de uma creche, fundada em 6 de maio de 1954, com a denominação de “Casa da Criança”, hoje recebendo auxílio efetivo da Municipalidade. Esta creche encontra-se instalada, provisoriamente, junto à Igreja do Planalto e assiste mais de 120 crianças pobres, de toda a cidade. Além da assistência alimentar há também sanitária, etc. As instalações próprias já foram iniciadas e localizam-se na Rua Severino Mendes, no Bairro Planalto.

FONTE : PÁGINA 122 E 123 – PRESIDENTE OLEGÁRIO – Terra da Esperança

Deixe seu comentário abaixo