EX PREFEITO ADELARDO BAÊTA NEVES

0

Com a exoneração do Prefeito Sebastião de Brito, foi nomeado o médico Dr. Adelardo Baeta Neves. Nasceu em Conselheiro Lafaiete, em 10 de novembro de 1912. Filho de Cel. Pedro Baeta Neves e Albertina Baeta Neves. Realizou o curso primário na Escola Domigos Barbosa, de Conselheiro Lafaiete e o ginasial no Ginásio Mineiro de Barbacena.

Prestou vestibular na Faculdade de Medicina de Belo Horizonte, onde se formou em 1939. Em 1940 transfere residência para Patos de Minas e em março, é nomeado Prefeito de Presidente Olegário, pelo Governador Benedito Valadares. Um dos seus primeiros atos foi criar o serviço de energia, construindo a usina de Marimbondo, com a capacidade de 45KWA.

Mandou alinhar as ruas e colocar meios-fios. Na área de ensino, encontrou o Município com apenas 6 escolas e ampliou para mais de 58, dotando-as de prédio próprio, com mobiliário e material escolar.

Criou escolas nos distritos de Galena e de Ponte Firme, Tendo encontrado o decreto de criação do Distrito de Lagamar, resolveu a fazer com que o instalasse, providenciando a edificação da Igreja, da Escola, da Cadeia e do Cemitério.

Isto foi motivo para o rápido desenvolvimento da sede distrital que, depois de pouco mais de duas décadas, foi elevado à categoria de Município. Ainda cuidou das estradas municipais apesar de todas as dificuldades.

Com o término da ditadura, candidatou-se a Prefeito, tendo sido o primeiro a ocupar o cargo pelo voto direto, tomando posse a 16 de dezembro de 1947, juntamente com Oswaldino Juvenal de Almeida, seu Vice-Prefeito. Quando de sua posse, os vereadores Octávio Dias Maciel, José Teófilo Piau, José Américo Ferreira e José Jorge de Faria apresentaram indicação impugnando-a.

O motivo alegado era de que, quando entregara a Prefeitura a–seu substituto legal, havia um saldo negativo de Cr$ 33.000,00, o que havia sido reposto pelo Dr. Adelardo. Colocada em discussão, o vereador José Piau de Araújo argumentou em fase da documentação apresentada, não poderia ser negado o direito de posse ao Prefeito Adelardo Baeta Neves e a seu Vice-Prefeito, Oswaldino Juvenal de Almeida.

O Vereador Hercílio Trajano da Silva propôs a posse em sessão subseqüente e imediata. A proposta foi aprovada por seis votos. Os signatários se retiraram e não participaram da posse.

Vencido o seu mandato, foi nomeado médico da Rede Ferroviária Federal, tendo exercido a sua função em Ibiá, Alfenas Barra do Piraí, Ribeirão Vermelho e Santo Antônio do Monte.

Transferido para Ibiá, resolve a residir, novamente, em Patos de Minas, quando é nomeado pelo primeiro Ministro Tancredo Neves, Chefe do Setor do então Departamento Nacional de Endemias Rurais – DENERU. Depois de 35 anos de serviços prestados aposentou-se como médico sanitarista.

FONTE: LIVRO PRESIDENTE OLEGÁRIO – TERRA DA ESPERANÇA
AUTOR: OLIVEIRA MELO

Deixe seu comentário abaixo